Pesquisar

Minas Gerais é o primeiro estado do Brasil a superar a marca de 5 GW de geração de energia solar fotovoltaica.

Minas Gerais fez história em relação à energia solar fotovoltaica, sendo o primeiro estado brasileiro a superar a marca de 5 GW de geração de energia solar fotovoltaica em operação, de acordo com dados públicos divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Isso demonstra a força do estado na vanguarda em relação a esse tipo de energia, que através desses números, reforça o protagonismo e o compromisso do Governo Mineiro com a geração de energia limpa, barata e renovável.

E qual o cenário que explica essa grande força estadual na geração de energia limpa renovável?

A liderança mineira em relação à energia solar fotovoltaica pode ser explicada pela contabilização tanto por geração centralizada (que inclui grandes usinas) quanto por geração distribuída (pequenos módulos descentralizados).  

Somente de janeiro a março de 2023, 823 MW de geração centralizada entraram em operação em Minas Gerais nos municípios de Jaíba, Araxá, Janaúba e Pirapora. 

No mesmo período, o estado entrou em operação de 267 MW em geração distribuída. Portanto, somente no primeiro trimestre de 2023, Minas Gerais foi contemplada com o acréscimo de 1,09 GW de energia solar fotovoltaica em operação. 

Entre as ações do governo, a avaliação de um cluster fotovoltaico (conjunto de servidores) em Minas evidenciou gargalos na cadeia produtiva e possibilitou a tomada de decisões efetivas. Assim, foi possível encaminhar medidas para possibilitar o crescimento da geração de energia solar e o desenvolvimento econômico das regiões contempladas, gerando emprego e renda.

Energia solar em 100% dos municípios  

Atualmente, todos os 853 municípios de Minas Gerais possuem módulos fotovoltaicos geradores de energia solar. 

A cobertura de 100% dos municípios com esse tipo de energia ajuda a explicar a liderança nacional do estado no setor. 

Além da força em energia solar, o governo tem desenvolvido boas práticas de sustentabilidade, como é o caso “Race to Zero”, compromisso global pactuado por Minas Gerais a fim de zerar emissões líquidas de gases do efeito estufa até 2050. 

Também há diretrizes que norteiam a “Rota de Descarbonização”, programa lançado pelo Governo de Minas Gerais para atrair empreendimentos verdes sob a premissa da geração de emprego, renda e oportunidades no escopo da sustentabilidade ambiental. 

Com a liderança do estado de Minas Gerais na geração de energia sustentável, empresas que entregam equipamentos de qualidade se tornam ainda mais necessárias.

Ter equipamentos de qualidade é fundamental para o bom desempenho e a durabilidade do sistema de energia solar. Isso se deve ao fato de que o sistema de energia solar é composto por diferentes componentes, como painéis solares, inversores, baterias, cabos e conectores, que precisam trabalhar em conjunto de maneira eficiente e confiável para garantir a produção de energia.

Quando os equipamentos são de qualidade inferior, eles podem apresentar falhas mais frequentes, ter uma vida útil mais curta e até mesmo comprometer a segurança do sistema. Além disso, equipamentos de baixa qualidade tendem a ter menor eficiência energética, o que pode afetar negativamente a produção de energia e reduzir a rentabilidade do sistema.

Por outro lado, equipamentos de qualidade superior geralmente possuem maior eficiência energética, vida útil mais longa e menor probabilidade de falhas, o que pode resultar em uma produção de energia mais estável, maior rentabilidade do sistema e redução de custos de manutenção.

Por isso, é importante investir em equipamentos de qualidade ao instalar um sistema de energia solar, para garantir que o sistema opere de forma segura, eficiente e confiável por muitos anos.

Entre em contato Via WhatsApp

Controle de privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao aceitar ou continuar navegando neste site você concorda e declara estar ciente dos termos abaixo: Políticas de privacidade